domingo, 20 de março de 2011

Teşekkür ederim Türkiye

Mustafa Kemal "Ataturk":
o Pai dos Turcos.
(Obrigado Turquia)

Enquanto o Brasil se curvava súdito de Momo, resolvi partir. Dessa vez meu destino foi a Turquia.

Após algumas horas de caos no aeroporto (como faremos uma Copa?) finalmente decolei.

Foram quase 12 horas de vôo direto para chegar em Istambul. Era a primeira vez que visitava um país asiático e de predominância islâmica. Dois coelhos numa só cajadada.

Minha primeira impressão foi a melhor possível, afinal Istambul tem um aeroporto de dar inveja, pelo menos o dobro do tamanho do Aeroporto de Guarulhos e seguramente muitas vezes melhor.

Ponte do Bósforo: unindo Europa e Ásia
O Estreito de Bósforo divide Istambul entre a parte européia e asiática. Se os pontos turísticos de Istambul estão na sua maioria na parte asiática, sugiro aos que pretendem visitar a Turquia ficarem, como eu, hospedados na parte européia (mais nova) que concentra a vida noturna

Istambul, diferente do que muitos pensam não é a capital turca (Ancara é a capital) e está para aquele país como São Paulo está para o Brasil.

Não bastasse toda riqueza histórica de Istambul, a cidade também possui também opções de bons restaurantes e compras para todos os bolsos. Desde Nisantasi, os Jardins de Istambul, até o Grand Bazar a 25 de março deles, vale gastar um tempo com compras em Istambul. Jantar no Reina garantirá um bom momento para se recordar, boa comida, boa frequência e um excelente ambiente.

Mercado Egipício: aromas, cores e sabores.
São inúmeros os pontos turísticos de Istambul, Grand Bazar, Mercado Egípcio, Santa Sofia, Mesquita Azul, Galata Tower, Cisternas Romanas, Bósforo etc.

A Turquia é um país de grande beleza natural e de história riquíssima. A Anatólia região da Ásia onde está a Turquia já viveu sob o domínio de várias civilizações a ressaltar gregos, romanos e otomanos.

Organizada como república a Turquia data de 1923, após três anos de guerra de independência.. Mustafa Kemal "Ataturk" liderou os turcos em seu processo de independência contra gregos, ingleses, italianos e franceses que ocupavam o país como resultado do desfecho da primeira guerra mundial.

Ataturk, o pai dos turcos, é definitivamente a mais respeitada e cultuada figura da Turquia. Sua imagem é onipresente, está desde bandeiras vendidas nas praças até as paredes das lojas e claro nas notas de Liras Turcas. Não é para menos, além de liderar seu povo na luta pela independência, Ataturk fundou uma república laica num país de maciça predominância islâmica algo único ainda nos dias de hoje.

Turquia: localização estratégica
A Turquia seria um excelente exemplo para o mundo islâmico ao separar estado de religião, porém ao invés disso torna-se cada vez mais uma isolada exceção. Apesar de toda atenção do Estado para a questão, já há quem aponte um desconfortável e perigoso crescimento do fundamentalismo islâmico em pequenas cidades do interior do país, assim como nos subúrbios de grande cidades como Istambul.

Numa lógica muito parecida com a do tráfico de drogas aqui no Brasil, o fundamentalismo islâmico florece onde falta uma presença mais marcante do Estado.

Questões como o movimento separatista curdo, o fundamentalismo crescente e a importância estratégica da Turquia como passagem entre os continentes europeu e asiático, fazem com que se aumentem as apostas de que no futuro (talvez próximo) o país passe por algum tipo de tensão. Torço para que não, mas confesso ter algum ceticismo...

Voltando à viagem...

Ruínas de Éfeso,
ao fundo biblioteca.
Viajar pela Turquia é viajar pelo tempo. Para aqueles que gostam de aprender história "in loco" visitar as ruínas de Éfeso se torna um programa imprescindível. As ruínas falam muito de sua época e apresentam um raro estado de conservação.

Seja como peregrino, seja apenas como turista, próximo à Éfeso pode-se visitar o que creêm ter sido uma casa habitada por Maria em sua passagem pela Anatólia após a crucificação de Jesus Cristo.

Depois de Éfeso parti rumo a Capadócia onde me deparei com um cenário de rara beleza natural, ainda mais quando contemplada num vôo de balão. Por €170,00 pode-se comprar esse sonho que pode durar até uma hora. Uma simples caminhada pela calçada oferece mais risco que esse vôo que é extremamente seguro. Para aqueles que possam ter medo sugiro que se superem e façam o passeio, fiquem certos que valerá a pena e terá sido uma das maiores emoções de suas vidas. Comigo foi assim.

video

Depois de sobrevoar a Capadócia com suas formações rochosas tão peculiares era hora de voltar para Istambul o que fiz a partir de Ancara a capital.

Malzoléu de Ataturk
De minha breve e proveitosa passagem por Ancara ressalto a visita ao malzoleu de Ataturk, uma espécie de Lincoln Memorial versão turca, assim como a visita ao museu das civilizações que permite uma boa visualização da "timeline" da Anatólia e das civilizações que a dominaram.

Como em toda boa viagem acabou ficando um gostinho de quero mais. Visitar as ruínas de Tróia e outras localidades no verão devem valer mais uma visita à Turquia, quem sabe um dia?

Güle güle (Tchau)

Notas:


Tina:
A melhor guia do mundo
a) Agradecimento a guia Tina da Meridien Tours que fez de minha viagem uma experiência ainda mais agradável e enriquecedora;

b) Se pode com facilidade usar Euros na Turquia numa conversão rápida de 1 para 2;

c) É fácil pensar em liras turcas, os preços são praticamentes equivalentes em real;

d) A água de torneira não é potável, só beba água mineral;

e) O turco, via de regra, é simpático aos turistas, especialmente com brasileiros, assim aprender uma ou duas palavras chaves como obrigado e bom dia pode aguçar ainda mais essa simpatia já natural aos turcos;

f) É impossível, pela riqueza histórica do país, conhecer a Turquia por conta própria, assim prepare-se para uma viagem num ritmo alucinante, sem descanso e com hora pra tudo, mas que ainda assim vale muito a pena;

g) A Turkish Airlines tem uma tripulação excelente, todos muito simpáticos e atenciosos, bem diferente da maioria das companhias aéreas, especialmente as americanas. Chegar bem cedo para o "check in" pode render um bom upgrade a preço de banana;

h) Encontrei a melhor turma possível nessa viagem. Muito obrigado a todos vocês, especialmente ao Fernando Gosling e sua linda família, ao Fabio Gomes e a Clarrise, aqui de Sampa, ao Pereira, Mariana, Edu e Manoela, povo de São Luiz do Maranhão, gente séria, trabalhadora, diferente de uns outros famosos daquele pedaço do Brasil.